Sexta-feira, 2 de Janeiro de 2009

Foi ao longo de 36 anos a mais célebre activista anti-apartheid branca, quando eram raros os brancos que criticavam o regime segregacionista da África do Sul. Nesse período, Helen Suzman foi também, durante 13 anos, a única parlamentar a condenar abertamente o apartheid - como deputada do Partido Unido, mais tarde no Partido Progressista.
 

Muitas vezes, às suas intervenções no Parlamento respondiam-lhe com um "Volta para Moscovo" ou "Volta para Israel", numa referência às suas origens. Helen Suzman era filha de imigrantes judeus lituanos na África do Sul. 
 

Foi duas vezes nomeada para o Nobel da Paz. Ontem, com 91 anos, morreu "na paz" da sua residência em Joanesburgo, disse a filha, citada pela agência de notícias sul-africana SAPA, que divulgou a notícia.

Várias vezes enfrentou o antigo primeiro-ministro Pieter W. Botha, que chegou a ameaçá-la dizendo que ela estaria a violar as leis do país. Suzman ter-lhe-á então respondido: "Não tenho medo de si."

 

in Público, 2 Janeiro 2009



publicado por garçon às 20:28 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
links
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30


posts recentes

Génova

Escrito num WC público

Jacqueline Du Pré Encanto...

Polícia emancipada/o

MpI - Eu sou o 63º subscr...

Bossa, Elis, 1965, Ecolog...

O Enterro de Sidney Beche...

As palavras são como as.....

Foi Jazz - Sidney Bechet

É Jazz - Joel Xavier "Sar...

arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

acesso ao casamento

bem disposto

clássicos

coisas de contar

conta como podia ser

contra-buplicidade

dança

desafio

desliguem os telemóveis.

direitos assertivos

direitos humanos

é o drama

flores

hobbies

igualdade

jazz

jazz foi

jazz fresquinho

mundo engraçado

mundo feio

o virar da página

objectivamente (fotografia)

olha pra mim

pessoas

poesia

ponto de escuta

prosa

quem sabe...

sweet sadness

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds