Domingo, 11 de Janeiro de 2009

No passado dia 8 de Janeiro, a agência da ONU para os refugiados palestinianos (UNRWA) suspendeu os corredores humanitários para a Faixa de Gaza depois de um ataque israelita que matou dois motoristas de um comboio identificado com o símbolo da organização junto à fronteira norte.

Num mundo com moral a sério, o que a ONU teria suspenso era a ofensiva cega que Israel está a cometer contra um povo em comparação muito mais desprotegido.

 

Nesse mesmo dia, tive oportunidade de me manifestar contra a barbárie de Israel sobre Gaza em Lisboa. Comigo estavam estimadamente umas boas centenas de pessoas em frente à Embaixada de Israel, que estava afastada da gente por um gradeamento atrás do qual se encontravam os polícias e um checkpoint muito bem montado. Quando um dos organizadores proclamou que ali éramos todos palestinianos da Faixa de Gaza, ocorreu-me que podíamos estar todos mortos porque o número de participantes estava próximo das centenas de vítimas em Gaza desde que os ataques começaram (pouco antes do final de 2008). Não faltaram os sapatos a voar por cima das cabeças para a porta da Embaixada.



publicado por garçon às 17:58 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
links
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30


posts recentes

Génova

Escrito num WC público

Jacqueline Du Pré Encanto...

Polícia emancipada/o

MpI - Eu sou o 63º subscr...

Bossa, Elis, 1965, Ecolog...

O Enterro de Sidney Beche...

As palavras são como as.....

Foi Jazz - Sidney Bechet

É Jazz - Joel Xavier "Sar...

arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

acesso ao casamento

bem disposto

clássicos

coisas de contar

conta como podia ser

contra-buplicidade

dança

desafio

desliguem os telemóveis.

direitos assertivos

direitos humanos

é o drama

flores

hobbies

igualdade

jazz

jazz foi

jazz fresquinho

mundo engraçado

mundo feio

o virar da página

objectivamente (fotografia)

olha pra mim

pessoas

poesia

ponto de escuta

prosa

quem sabe...

sweet sadness

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds