Terça-feira, 31 de Março de 2009

Foi um dos primeiros grandes compositores de jazz, um exemplar e refinado cultor da forma, e também um dos seus raríssimos teóricos. Jelly Roll Morton (Gulfport, Louisiana 1885 ou 1890 - Los Angeles 1941) atribuía a si próprio a invenção do jazz de tal forma exagerada que a sua obra bastava para o comprovar.

Pianista eminente, dotado de estilo conciso e decidido derivado do ragtime, teve óptimas qualidades de dirigente de orquestra e de compositor. Fez numerosas digressões pioneiras através dos Estados Unidos, contribuindo de modo determinante para a difusão das primeiras expressões do jazz.

Em 1926, fundou o seu melhor conjunto, os Red Hot Peppers, com os quais efectuou a maior parte das próprias gravações fonográficas. Quatro anos depois, reduzido quase à miséria, cessou toda a actividade.

 

É exactamente de 1926 este Black Bottom Stomp que se pode ouvir a seguir no original (disco de 78 rpm).

 

 

 

Posta mandada com base no livro Os Caminhos do Jazz, Guido Boffi, Edições 70 e nos sítios www.allmusic.com e www.youtube.com


tags:

publicado por garçon às 21:11 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
links
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30


posts recentes

Génova

Escrito num WC público

Jacqueline Du Pré Encanto...

Polícia emancipada/o

MpI - Eu sou o 63º subscr...

Bossa, Elis, 1965, Ecolog...

O Enterro de Sidney Beche...

As palavras são como as.....

Foi Jazz - Sidney Bechet

É Jazz - Joel Xavier "Sar...

arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

acesso ao casamento

bem disposto

clássicos

coisas de contar

conta como podia ser

contra-buplicidade

dança

desafio

desliguem os telemóveis.

direitos assertivos

direitos humanos

é o drama

flores

hobbies

igualdade

jazz

jazz foi

jazz fresquinho

mundo engraçado

mundo feio

o virar da página

objectivamente (fotografia)

olha pra mim

pessoas

poesia

ponto de escuta

prosa

quem sabe...

sweet sadness

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds