Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2007
Tal como tinha prometido, Sweet Sadness arranca hoje n'O Costume para fazer cortar os pulsos, chorar ou libertar a mágoa que sobrar. Nada melhor para começar do que o homem que me inspirou o nome desta rubrica: Perry Blake. Amo este cantor irlandês agridoce desde o primeiro dia em que chegou aos meus ouvidos (e sentidos). Tenho comprado tudo o que tem editado e visto muitos dos concertos que deu em Portugal até agora.

O video que se segue foi gravado ao vivo em acústico e presenteia-nos com duas canções do seu álbum The Crying Room. Para mim, faz muita falta o piano, que ele toca como se fizesse uma operação muito delicada de vida ou morte. Recomendo que se ouçam os originais para ver a diferença, principalmente na segunda, If You Don't Want Me, que eu prefiro ouvir no disco. A primeira chama-se Blue Sky Calling. Esta tournée também passou em Lisboa, no bar Santiago Alquimista, e eu assisti.


Bring me to a place
To a place that I love
Bring me to a town
To a town that I know
Where the blue sky calls me
Blue sky calls me home
Home

Sing me a lullaby
That will keep me from harm
And in that lullaby
May I always find calm
There's a blue sky calling
Blue sky calling me home
There's a blue sky calling
Blue sky calling me home
Home.... Home.... Home.


Clueless we soldiered on
Stillborn to worlds unknown
People who've never been
They cry no tears at all

If you don't want me
Let me know
If you don't need me
Then let me go
If you don't love me anymore
Then you don't love me any less

Clear skies were never mine
Dark clouds are all I've known
That people who've never seen
True love could only know

If you don't want me
Let me know
If you don't need me
Then tell me so
If you don't love me anymore
Then you don't love me any less

If you don't want me
Let me know
If you don't need me
Then let me go
If you don't love me anymore
Then you don't love me any less

You don't love me any less


publicado por garçon às 18:03 | link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
links
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30


posts recentes

Génova

Escrito num WC público

Jacqueline Du Pré Encanto...

Polícia emancipada/o

MpI - Eu sou o 63º subscr...

Bossa, Elis, 1965, Ecolog...

O Enterro de Sidney Beche...

As palavras são como as.....

Foi Jazz - Sidney Bechet

É Jazz - Joel Xavier "Sar...

arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

acesso ao casamento

bem disposto

clássicos

coisas de contar

conta como podia ser

contra-buplicidade

dança

desafio

desliguem os telemóveis.

direitos assertivos

direitos humanos

é o drama

flores

hobbies

igualdade

jazz

jazz foi

jazz fresquinho

mundo engraçado

mundo feio

o virar da página

objectivamente (fotografia)

olha pra mim

pessoas

poesia

ponto de escuta

prosa

quem sabe...

sweet sadness

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds