Quinta-feira, 23.04.09

 

 

"Por isso, se te disser que sinto frio,

que a água da chaleira

evaporou,

mas que de vez em quando sempre,

às vezes,

o embaraço do vapor em que ela se dissolve

deixa uma gota mais aflita

no desamparo

em que me acolhes,

lembra-te da comoção

que me embarga a voz, quando, após uma longa

ausência, apareces, para e de cada vez

que tal acontece, te ires

definitivamente

embora."

 

Não Me Morras, Eduarda Chiote, &etc, 2004

Com uma fotografia de Garçon, Novembro/2008



publicado por garçon às 21:09 | link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Domingo, 11.01.09

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Sol e o Céu são um só

tão só é o amor que os une

amor fingido no Oriente

sem sentido quando se sente

o fim no horizonte quente.

 

Tão breve se deleita

no vazio a chama

que o frio logo reclama

por tão frágil calor

que se passe uma receita

uma extensão do amor.

 

Possível não o é

que a Lua também ama

ao Céu ela se chama

mal esta desaparece

e assim o amor arrefece.

 

Pelos dois o Céu escorrega

corre, tropeça e cai.

Um é forte e protestante

o outro vai inconstante

ora cresce e desassossega

ora fica minguante

 

tal é a fome que perdura

assim é um amor sem cura.

 

Aos dois o Céu se entrega

dá tempos e espaços definidos

que amor pode ser

que tenha que ter

limites estabelecidos,

nem o dia infinito, nem as noites sem comer

para sempre ver.



publicado por garçon às 18:38 | link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sábado, 27.12.08

Weather Forecast

The day will get off to a cloudy start.
It will be quite chilly
But as the day progresses
The sun will come out
And the afternoon will be dry and warm.

 

In the evening the moon will shine
And be quite bright.
There will be, it has to be said,
A brisk wind
But it will die out by midnight.
Nothing further will happen.

 

This is the last forecast.

 

(Este poema foi originalmente incluído em War, uma selecção de poesia escrita por Harold Pinter em resposta à invasão do Iraque)



publicado por garçon às 14:30 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 16.08.08

Escrevo para ti
Não sei quem me vai ouvir
Só a ti eu posso ouvir
Só a ti

Escreve-me depressa
Ouve-me só a mim
Não há mais nada no mundo
Senão eu e tu

Estás a ouvir?

tags:

publicado por garçon às 20:21 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 22.06.08
Le coeur qui cherche le tien
il n'est pas du tout loin
il espère que tu rêves
qu'il se brûle de la fièvre
de te connaître, enfin!

Cherches ma main ouverte,
attendant la tienne, certes,
que tu alors trouveras
le chemin où l'amour va
sans peur de la perte

La bouche de mon silence
pleure fort ton absence
connaît bien la sensation amère
de la défaite de l'âme guerrière
pour que ne reste que l'espérance


Ton corps est mon désir
mon lit il devait devenir
le mien demande qu'il m'aime
si tu ne le veux pas, quand même,
si tu ne me donnes que plaisir

Je supplique ton amour égal
au mien pour que ce soit idéal
j'ai aussi besoin de ton esprit
pour n'importe pas quel prix
pour enlever du monde tout le mal

tags:

publicado por garçon às 16:06 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mais sobre mim
links
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30


posts recentes

"Delicadeza" - Final

O Sol e o Céu São Um Só

Pinter em Guerra

Lição de Deontologia

Le Coeur Qui Cherche Le T...

arquivos

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

acesso ao casamento

bem disposto

clássicos

coisas de contar

conta como podia ser

contra-buplicidade

dança

desafio

desliguem os telemóveis.

direitos assertivos

direitos humanos

é o drama

flores

hobbies

igualdade

jazz

jazz foi

jazz fresquinho

mundo engraçado

mundo feio

o virar da página

objectivamente (fotografia)

olha pra mim

pessoas

poesia

ponto de escuta

prosa

quem sabe...

sweet sadness

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds