De rifa a 9 de Março de 2008 às 16:34
mr fights:
a capacidade de ridicularizar o infortúnio vem de uma força inexplicável. Marjane bem nos transmite, em Persepolis, a sua.
Só entre nós, quando eu era pequeno sonhava ser o Salvador do mundo. Logo nos primeiros minutos de Persepolis, assim que Marji criança diz querer ser profeta, identifiquei-me logo com ela e amei-a e ao filme.


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres